PROGRAMAçÃO

Segunda  |  22, abril

14h30

Mostra de encerramento da disciplina Estudo de Poéticas Populares dos Cursos de Graduação em Dança da UFC
Local: Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará - campus do Pici - Sala de Corpo 2
Público: turmas de 3°, 4° e 6° ano tarde do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes

Terça  |  23, abril

9h - 17h

Exposição – “20 Anos do Colégio de Dança do Ceará”.
Período: 23 a 30 de abril
Local: Vila das Artes
Exposição de fotos e trechos de vídeos que homenageia o projeto Colégio de Dança do Ceará criado em 1999 pela Secretaria de Cultura do Ceará (SECULT). Essa iniciativa aglutinou importantes bailarinos, professores e coreógrafos de Fortaleza e do interior numa formação em dança cênica que transformou definitivamente seus fazeres artísticos contribuindo sobremaneira para a cena de dança no estado.

9h - 11h

Visita guiada à UFC - Mostra de encerramento da disciplina "Dança e Multimídia"
Local: Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará - campus do Pici - Sala de Corpo 2
Público: turmas de 3°, 4°, 5° e 6° ano manhã do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes

14h

Visita Guiada ao Theatro José de Alencar (TJA)
Local: Theatro José de Alencar
Público: turmas de 1°, 2° e 3° ano tarde do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes

17h

Trajeto Forsythe - Aula pública do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes com a professora Alda Pessoa
Local: Vila das Artes
Aberto ao público

18h30

Seminário “ Percursos Formativos em Danças: experiências e acontecimentos” - ( PRODANÇA/ VILA)
O Seminário “ Percursos formativos em Danças: experiências e acontecimentos” é uma iniciativa de parceria entre A Escola Pública de Dança da Vila das Artes e a Associação de Bailarinos, Professores e Coreógrafos de Dança do Ceará (Prodança) que objetiva dar espaço para o diálogo sobre a importância das formações em danças acontecidas em Fortaleza trazendo voz para importantes agentes do processo como bailarinos, professores e gestores. O seminário será composto de duas mesas redondas: “A importância da formação em dança em Fortaleza: um olhar dos egressos” que acontecerá na Vila das Artes dia 23 de abril e “20 anos do Colégio de Dança do Ceará: homenageando sua contribuição na formação em dança para o estado” que acontecerá dia 25 de abril no Foyer do Theatro José de Alencar. Essa iniciativa faz parte das atividades da semana da dança de 2019.

Mesa redonda: A importância da formação em dança em Fortaleza: um olhar dos egressos.
Mediação:  Ângela Souza
Convidados
- Thiago Torres (Bacharelado em Dança UFC)
- Natália Almada (Licenciatura em dança UFC)
- Rebeca Duarte (Curso de Formação Básico em Dança - Vila das Artes)
- Marília Nogueira (Curso Técnico em Dança)
- Sarah Nastroyanni (Curso de Iniciação em Dança Contemporânea)
- Déborah Santos (Edisca)
- Joalano Paulino (BCAD)
Local: Auditório – Vila das Artes
Público: bailarinos, professores,coreógrafos, pesquisadores e interessados

Quarta  |  24, abril

8h30

Samba de roda com Éder Soares - Aula aberta do Formação Básica
Local: Estacionamento Vila das Artes
Público: bailarinos, professores,coreógrafos, pesquisadores e interessados, participação das turmas de 5°, 6° ano manhã do Formação Básica.

Eder Soares
Sua trajetória como bailarino engloba dois títulos de campeão nordestino do Salsa Open em 2006 e 2007 e segundo lugar no ranking nacional em 2007, além do título de campeão do Baila Floripa Duo em 2007. A partir de 2008 retoma seus estudos de capoeira, no grupo de capoeira angola Orun Ayè, e funda sua própria companhia, a Omì Cia de Dança, desenvolvendo pesquisas de linguagem e vários espetáculos cênicos. Em 2012 gradua-se como Técnico em Dança no Curso de Habilitação Profissional de Técnico em Dança, realizado por meio de parceira entre o Instituto de Arte e Cultura do Ceará e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - Senac Ceará. Em 2014 recebeu do SATED Ceará o prêmio de profissionais do ano, na categoria dança de salão. Atualmente é aluno do Bacharelado em Dança da Universidade Federal do Ceará. As pesquisas metodológicas, estéticas e poéticas relacionando danças tradicionais e populares, danças de salão, capoeira e dança cênica, associadas à formação acadêmica em curso na Universidade Federal do Ceará, possibilitaram a Éder Soares desenvolver ferramentas singulares e ricas para sua atuação docente. Por meio destas, Éder vem buscando aproximar os parâmetros de movimento desse jogo-luta-dança – sobretudo os da modalidade Angola – daqueles que regem algumas das técnicas presentes na dança cênica. Sua capacidade de contextualizar histórica e antropologicamente a capoeira como manifestação cultural, associada às estratégias e procedimentos de ensino que desenvolveu, tornam sua intervenção pedagógica extremamente oportuna para a Formação Básica em Dança.

9h

Visita guiada ao TJA
Local: Theatro José de Alencar
Público: turmas de 1° e 2° ano manhã do Formação Básica

17h

Fala de Dança com Daniel Lessa
Local: Vila das Artes
Público: turma de 6° ano tarde do Formação Básica

18h e 21h

Apresentação Povonativiô
Alunos da 2ª turma do CDIC
Local: Theatro José de Alencar
Público: aberto

Quinta  |  25, abril

8h30

Aula pública de clássico com Amanda Teixeira
Local: Vila das Artes
Público: turmas de 3° e 4° ano manhã do Formação Básica

15h

Seminário “Percursos Formativos em Danças: experiências e  acontecimentos” - (PRODANÇA/ VILA)
O Seminário “ Percursos formativos em Danças: experiências e acontecimentos” é uma iniciativa de parceria entre A Escola Pública de Dança da Vila das Artes e a Associação de Bailarinos, Professores e Coreógrafos de Dança do Ceará (Prodança) que objetiva dar espaço para o diálogo sobre a importância das formações em danças acontecidas em Fortaleza trazendo voz para importantes agentes do processo como bailarinos, professores e gestores. O seminário será composto de duas mesas redondas: “A importância da formação em dança em Fortaleza: um olhar dos egressos” que acontecerá na Vila das Artes dia 23 de abril e “20 anos do Colégio de Dança do Ceará: homenageando sua contribuição na formação em dança para o estado” que acontecerá dia 25 de abril no Foyer do Theatro José de Alencar. Essa iniciativa faz parte das atividades da semana da dança de 2019.

Mesa redonda “20 anos do Colégio de Dança do Ceará: homenageando sua contribuição na formação em dança para o estado”.
Convidados: Ernesto Gadelha, Flávio Sampaio, Andréa Bardawill
Mediação: Rosa Primo
Local: Foyer do Theatro José de Alencar
Público: bailarinos, professores,coreógrafos, pesquisadores e interessados

17h30

Reunião Fórum de Dança
Local:

19h

Roda de Improvisação com Projeto Improvisa / Temporal em 2019
Local: Theatro José de Alencar
Público: aberto

Sexta  |  26, abril

16h - 18h

Roda de Conversa
Tema: “O que pode a Dança no Corpo”

Convidados:João Paulo Lima, Jéssica Teixeira e Renata Távora
Local: Pátio da Escola do Porto Iracema das Artes
Público: aberto

18h

Aulas Abertas
1° aula - Paulo Caldas ( Dança Contemporânea)
2° aula - Luiz Paulo /Coreano (Danças Urbanas)
Local: Pátio da Escola do Porto Iracema das Artes
Público: bailarinos, professores,coreógrafos, pesquisadores e interessados

SÁBADO  |  27, abril

17h

Bem vindo a Minha Casa (projeto de House Dance)
Responsável: Loly Pop

É  um coletivo de cultura house, que vem desenvolvendo na cidade de fortaleza-ce, aulas residências, cypher, palestras e rodas de conversas sobre música e dança house, também como cultura urbana, as aulas são abordagens técnicas da dança,  baseado em dois eixos; "Corporeidade é vocabulário", que se desdobra para o público iniciante, intermediário e avançado.
Local: Karthaz Studio
Público: bailarinos, professores,coreógrafos, pesquisadores e interessados

18h

Corpo_Arquitetura
Performance de Yara Cantillo

É uma proposta artística em processo, criada para composição em tempo real como um percurso de solos, que buscam um diálogo do corpo que habita a arquitetura, arquitetura que se adapta e se transforma em prática corporal, se tornando substância, matéria, pele e memórias encarnadas.
Residência artística da plataforma NODO, iniciativa dirigida por Yara artista da Colômbia em colaboração de artistas criadores da cidade de Fortaleza/CE.

NODO
Direção e iniciativa criativa: Daniela Yara Cantillo Castrillón
Parceria com Intérpretes Criadores de Fortaleza CE.
Parceria com FOTODANCA Projeto de San Cruz.
NODO Mediación Cultural y Creativa
Plataforma que nasceu na Colômbia, fundada por Daniela Yara Cantillo Castrillón no ano 2018. Atualmente tem como objetivo, funcionar como uma organização mediadora para o desenvolvimento de projetos socioculturais, artísticos e de formação, para implementar estratégias em relação ao trabalho em rede, como impulso e fortalecimento de projetos independentes em seus diferentes núcleos. Trabalhar em colaboração, para a gestão e produção de interesses comuns, em meio da composição didática oferecida pela área das artes contemporâneas.

Local: Karthaz Studio
Público: aberto

19h

PassAção
Ação #1 do projeto "Eu só trabalho com referência!"

Desenvolvido por Janaína Bento, Robert Bernardo e Thiago Torres, durante a Ocupação no Karthaz Studio.
Local: Karthaz Studio
1 (Aquece)
2 (Passa a sequência)
3 (Prepara)
...
5,6,7... Vai.
Errou? Sustenta no carão.
Caiu? Faz sequência de chão.
"Se passe", mas não deixe de dançar.

Público: aberto

20h - 23h30

Festa Oficial "Semana da Dança Fortaleza""
com DJ Pascal
Local: Karthaz Studio

DOMINGO  |  28, abril

18h

Festival dos Amigos
Festival de apresentações artísticas composto por diversas escolas de dança da cidade realizado anualmente para celebrar o aniversário do bailarino e professor Hugo Bianchi.
Local: Theatro José de Alencar
Entrada: R$10,00 + 1kg de alimento

SEGUNDA  |  29, abril

10h30

Faça Chuva, Faça Sol, Faça Aula (Aula Aberta)
1ª aula - Danças Africanas com Rubéns Lopes

Local: Pátio do Porto Iracema das Artes
Público: bailarinos, professores, coreógrafos, pesquisadores e interessados, participação das turmas de 5° e 6° ano manhã do Formação Básica.

15h30

Faça Chuva, Faça Sol, Faça Aula (Aula Aberta)
1ª aula – Abordagens técnicas contemporâneas com Carolina Wiehoff
2ª Roda de improvisação com Dayana Ferreira e Alda Pessoa
Local: estacionamento da Vila das Artes
Público:  bailarinos, professores, coreógrafos, pesquisadores e interessados, participação das turmas de 3º, 4° e 6° ano manhã do Formação Básica
Tema: Aula aberta e roda de improvisação
Sobre a atividade: A Escola Pública de Dança e O Curso de Formação Básica em Dança promove aula aberta em comemoração ao Dia Internacional da Dança com a orientação da professora e artista Carolina Wiehoff. Os participantes terão a oportunidade de vivenciar abordagens técnicas contemporâneas desenvolvidas juntamente com os alunos do Curso de Formação Básica. Em seguida será proposta uma Roda de Improvisação com as professoras e artistas Alda Pessoa e Dayana Ferreira.
Carolina Wiehoff
Começou a dançar profissionalmente em 1988, com a companhia do coreógrafo Renato Vieira, no Rio de Janeiro. Em 1996, ingressou na Companhia de Dança Deborah Colker, onde permaneceu até 2003, sendo indicada para o Prêmio RioDança como melhor bailarina pelo espetáculo Casa. Trabalhou também, como assistente de Deborah Colker na remontagem deste espetáculo, na Komische Oper de Berlim. Em 2004, dançou o solo Mulher Sozinha no Palco, coreografado por Renato Vieira, no projeto Solos de Dança do Sesc, e participou do espetáculo Soma de João Saldanha. Lecionou jazz e dança contemporânea no Centro de Movimento Deborah Colker de 2005 a 2009. Fez Pós-graduação no curso Estudos Avançados em Dança Contemporânea: pesquisa e coreografia, da UniverCidade.  É bailarina da Cia de Dança Staccato / Paulo Caldas desde 2004, participando dos processos de criação dos espetáculos Coreografismos, Filme, Pas Deux, Quinteto e Fonte. Em 2018, foi bolsista do Laboratório de Criação em Dança do Porto Iracema das Artes, com o projeto Iracema. No mesmo ano, dançou o solo Deriva 72, coreografado por Paulo Caldas, na Bienal Internacional de Par em Par. Desde 2014, ministra regularmente módulos de Dança Contemporânea no Curso Técnico em Dança, da Escola Porto Iracema das Artes.
Alda Pessoa
Natural de Fortaleza/CE, onde subiu ao palco pela primeira vez, aos sete anos, iniciando sua jornada. Permeando entre as linguagens artísticas, desenvolveu seu trabalho como Atriz e Bailarina cercada de grandes profissionais como Marcelo Evelin (PI), Ivaldo Bertazzo (SP), Rubens Veloso (SP), Valéria Pinheiro (CE),  ngela Nolf (SP), Holly Crawell (SP), Mônica Lazar (RJ), Roberto Lima (RJ), além de muitos colegas e mestres. Atuando no Teatro, na Dança, na Performance, na TV e na Publicidade, atualmente reside em Fortaleza, onde desenvolve sua pesquisa artística de forma híbrida. Além de Intérprete, é Arte-educadora, Diretora, Coreógrafa e Preparadora Corporal